Principal » Notícias » Polo de Economia Criativa é aberto na Capital

Polo de Economia Criativa é aberto na Capital

0 Flares 0 Flares ×

Foi inaugurado, na manhã de ontem, o Tecendo Ideias, polo de economia criativa destinado à capacitação de empreendedores com propostas inovadoras de desenvolvimento social e geração de emprego e renda. Os oito projetos selecionados via edital serão orientados pelo corpo docente do Centro Universitário Metodista – IPA em diferentes aspectos, incluindo gestão, viabilidade e inclusão social.

171826_polo

Deborah destaca a área do 4º Distrito como uma das de maior potencial de produtividade na cidade – Foto: Evandro Oliveira/PMPA/JC



“É um trabalho embrionário para que a sociedade possa reconhecer um espaço para pensar negócios sustentáveis que gerem impactos sociais significantes”, explica Elisabeth Drumm, uma das coordenadoras do projeto, uma parceria entre a instituição de ensino e a prefeitura de Porto Alegre, por meio do Gabinete de Inovação e Tecnologia (Inovapoa).

Além do incentivo ao empreendedorismo e da análise das propostas de ações diretas em questões públicas, o espaço pretende também promover a revitalização do 4º Distrito, onde fica localizada a unidade DC Navegantes do IPA. “Percebemos esta como uma das áreas com maior potencial de produtividade de Porto Alegre”, disse a secretária do Inovapoa, Deborah Vilella, evidenciando que a iniciativa pode ser ampliada para outras regiões da Capital, conforme previsto no Plano de Economia Criativa, elaborado pelo Executivo Municipal com outras 38 instituições de diversos segmentos.  

A incubadora estará disponível cinco dias por semana aos grupos escolhidos, com agenda de atividades compartilhadas, mas também focadas na progressão específica de cada projeto. “É um trabalho de coworking com foco em assessoria e capacitação”, explica Carla Zitto, gerente de projetos da Inovapoa. Para ela, a articulação entre governo e empreendedor é necessária para se pensar em novas alternativas de inclusão social e desenvolvimento. “Foi a forma que encontramos para chegar a soluções mais criativas”, disse. Carla destacou também que um calendário de atividades abertas ao público está sendo elaborado para ampliar a atuação do polo.

A pedagoga Marjorie Klich Nunes, coordenadora do “Conecta, tudo em um só lugar”, um dos projetos escolhidos, destacou o diferencial da iniciativa. “Começou com uma seleção de ideias e não de planos de negócios”, ressalta. Junto com o marido ela pretende criar um aplicativo que integre clientes e fornecedores na entrega de produtos, que seria feita por bicicletas, inicialmente no 4º Distrito. “A intenção é promover a inclusão social na região, beneficiar e facilitar o comércio local”.  

Embora nenhuma parceria de financiamento tenha sido firmada, Deborah garante que o executivo avaliará os resultados de acordo com a relevância e a abrangência. “Isso poderia ser abraçado pela prefeitura, mas depende muito do custo e das soluções propostas por cada um”, disse.

Empreendimentos em design de moda, mobiliário sustentável, sistema veicular inteligente, combate a incêndios, e um estúdio de ilustração e estamparia estão entre os contemplados. Ao fim dos seis meses, um livro contando a evolução de cada projeto será publicado. 

Fonte: Jornal do Comércio

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

"15 minutos e você bem informado"

3 de setembro de 2014 Escrito por: Empresas Gaúchas
Parceiros Empresas Gaúchas
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×