Principal » Notícias » Projeto gratuito acolhe mulheres em vulnerabilidade com atendimento psicológico, jurídico e orientação para independência financeira

Projeto gratuito acolhe mulheres em vulnerabilidade com atendimento psicológico, jurídico e orientação para independência financeira

0 Flares 0 Flares ×

Dependência financeira é uma das grandes causas que mantêm relacionamentos com agressores

delegada Nadine Anflor

delegada Nadine Anflor

Em 2021, o crime de feminicídio teve um aumento de 20% no Rio Grande do Sul, em relação a 2020, informa a chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, delegada Nadine Anflor, em Mesa Redonda na Faculdade Estácio, na última quarta-feira, 16 de março. Foram 96 mulheres mortas, sendo que em 81% dos casos, o acusado era também companheiro ou ex-companheiro da vítima.

A violência doméstica é complexa porque envolve diversos fatores, como a cultura, o envolvimento emocional, a dependência financeira, os laços familiares. De acordo com a delegada, o fator econômico é um dos principais elos que impedem o rompimento do ciclo de violência por parte das mulheres.

“Elas dizem que está ruim com eles, mas sem eles, elas não conseguem dar o que comer aos filhos. Que não tem como ficar sem aquele que sustenta a casa e a família. Por isso, é muito importante darmos oportunidade de emprego para essas mulheres, darmos condições para elas buscarem o seu sustento, porque muitas vezes o que mantém elas nestes relacionamentos é a dependência financeira”, aponta Nadine.

Com o objetivo de acolher e dar os suportes básicos para estas e outras mulheres em vulnerabilidade se tornarem independentes, poderem reconstruir suas vidas e resgatarem sua dignidade, é que a Estácio criou há um ano o Mulheres Empoderadas e Empreendedoras (MEERS). No Rio Grande do Sul, o projeto realiza atendimento psicológico, assessoria jurídica e orientação profissional para independência financeira. Contando com mais de 1200 estudantes, supervisionados por docentes dos diversos cursos ofertados pela Estácio, somente no seu primeiro ano de atuação, o projeto de extensão beneficiou mais de 30 mil pessoas. A iniciativa acontece também em outros três estados do Brasil.

“A maioria das mulheres que veem ao MEERS chegam arrasadas porque são vítimas de violência. A Psicologia é o primeiro canal de atendimento, em que elas são acolhidas e ajudadas a recuperar a autoestima. Muitos casos são passados para o Direito, pois têm questões criminais. E a orientação financeira e profissional é aquela que vai conseguir te tirar das garras do agressor, pois dá independência, faz ela entender que é capaz”, explica a Advogada e Coordenadora dos Atendimentos Jurídicos do MEERS no RS, Sabrina Zasso.

Neste um ano de projeto, a docente conta que já foi possível acompanhar a evolução positiva de alguns casos e ver a mudança na vida de algumas mulheres. “Nós já tivemos algumas que constituíram a própria empresa, muitas começando com trabalhos em casa, como venda de docinhos. Na área do Direito, nós já tivemos medidas restritivas deferidas e agressor afastado”, comemora a docente.

Os serviços prestados pelo MEERS são gratuitos e realizados por alunos dos cursos de graduação, com coordenação dos docentes e profissionais da área. Os atendimentos são realizados no formato online, mediante agendamento. Para participar, a candidata deve entrar em contato pelos e-mails: greice.carvalho@estacio.br, sabrina.zasso@estacio.br ou lucimara.pereira@estacio.br.

Atuante em projetos que contribuem para o desenvolvimento social e cultural do País, a Estácio apoia iniciativas ligadas ao Esporte, Escola, Cidadania, Cultura, Inovação e Empreendedorismo. O Programa de Responsabilidade Social Corporativa Educar para Transformar reflete o compromisso da instituição de oferecer uma educação de qualidade e acessível, e assim, gerar um impacto positivo para a construção de uma sociedade mais justa.

 

Sobre a Estácio – A Estácio é uma das maiores e mais respeitadas instituições do setor educacional brasileiro. Há mais de 50 anos, proporciona acesso a um ensino de qualidade em larga escala e de maneira única. É uma das instituições pioneiras também no ensino digital, na utilização de aplicativos educacionais e games de aprendizagem, incluindo aplicações que usam realidade virtual. Oferece aulas dinâmicas, com material interativo para que o aluno absorva com qualidade o conteúdo acadêmico. Está presente em 25 estados e no Distrito Federal, por meio do ensino presencial, e em todo o Brasil com o ensino digital, contando com mais de 600 mil alunos matriculados.

No Rio Grande do Sul, o campus, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre (Rua Marechal Floriano Peixoto, 626), disponibiliza 9 cursos de graduação presencial, além de MBA e programas de pesquisa, em diversas áreas do conhecimento. O campus também oferece serviços gratuitos para a comunidade, como atendimentos jurídicos, de gestão e marketing para negócios e organizações e contabilidade para pessoa física e jurídica. Para quem prefere a modalidade a distância, a Estácio também disponibiliza um variado portfólio. Confira a lista completa dos cursos e mais informações em www.estacio.br.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

"15 minutos e você bem informado"

4 de abril de 2022 Escrito por: Empresas Gaúchas
Parceiros Empresas Gaúchas
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×